imagem-fundo4.png

AS ORGANIZAÇÕES DEVEM ACOMPANHAR AS MUDANÇAS DA SOCIEDADE, ATUALIZANDO SUAS PRÁTICAS DE ACORDO COM NOVOS CÓDIGOS CULTURAIS

O projeto nasceu como um estudo que buscava aprofundar a compreensão sobre os novos códigos culturais que influenciam mudanças nas organizações. Após a pesquisa ser respondida por mais de 250 pessoas, de diferentes empresas, cargos e setores, percebemos que era preciso criar uma ferramenta para acelerar as mudanças no mundo corporativo. A ferramenta entrega o  índice de consciência organizacional  relacionado a seis consciências: Circularidade, Interdependência, Existência Digital, Estrutura, Pessoas e Sentido Maior.

A grande questão é de que forma essas mudanças vêm sendo percebidas pelas empresas.
 
As 6 consciências abaixo contribuem diretamente com isso, oferecendo um panorama para as pessoas desenvolverem suas práticas de negócio, de acordo com o contexto particular de cada organização. 

Fundo_nuvem.png
6consciencias_site_Prancheta 1.png

CONSCIÊNCIA DE SENTIDO MAIOR

As empresas podem ser mais conscientes em relação ao seu papel e seu poder de transformação de algum aspecto que transcende aos interesses particulares do negócio. Ou seja, as organizações, através de seus modelos de negócios, podem estar mais conectadas com o desenvolvimento do bem comum, daquilo que envolve a vida saudável em sociedade.

CONSCIÊNCIA DE INTERDEPENDÊNCIA

Estamos todos em rede. Interconectados. Somos corresponsáveis em sustentar o equilíbrio sistêmico da vida. As empresas através das suas decisões de negócio, fazem parte disso também. Essa consciência diz respeito em formarmos uma melhor visão sobre os efeitos das escolhas de como fazer o negócio acontecer. Não há neutralidade. Quanto mais desenvolvermos a capacidade das empresas em prever os efeitos da sua atuação (em todos os sentidos), maior a Consciência da Interdependência. 

CONSCIÊNCIA
DE PESSOAS

Tudo o que acontece nas organização se resume a pessoas. Naturalmente, existe uma diversidade enorme de pessoas atuando nas organizações. A sensibilidade de reconhecimento de si próprio precede qualquer possibilidade de trabalho conjunto entre pessoas. Podemos aproximar a perspectiva da espiritualidade ao mundo dos negócios, entendendo que são muitas formas existentes do desenvolvimento de pessoas. 

CONSCIÊNCIA
DE ESTRUTURA

Qual é o limite de crescimento dos negócios? Não há como sustentar que seja ilimitado, sem igualmente evoluir para o entendimento dos impactos e externalidades que o negócio gera. A idolatria ao gigantismo e toda construção cultural de sucesso no mundo dos negócios merece um entendimento mais profundo por parte das organizações. A Consciência de Estrutura mobiliza uma reflexão sobre a estrutura viável das organizações. 

CONSCIÊNCIA DE EXISTÊNCIA DIGITAL

As barreiras entre a vida digital e não digital são cada vez mais difíceis de reconhecer. As tecnologias disponíveis codificam nossa presença no mundo e nos colocam no mundo digital - hiperconectado - de forma cada vez mais fluída. Parece não haver mais espaço no mercado para organizações que não ocupam uma presença digital, de acordo com as estratégias que melhor a definem. Ganhar uma Consciência da Existência Digital impulsiona relações de negócios nos mais diferentes níveis. 

CONSCIÊNCIA DE CIRCULARIDADE

Práticas possíveis de reutilização e reaproveitamento do que está em uso. Não apenas de bens materiais, mas também de saberes intangíveis. Também é um processo de ressignificação da maneira como produzimos e temos acesso às coisas. A Consciência da Circularidade aproxima as organizações do desenvolvimento de uma economia regenerativa emergente.

 
 
 
 
 
 
ceu_pb_1-copy.png
photo-of-people-holding-each-other-s-han
fraseAtivo 1-8.png

Mapeamos práticas de mais de 250 empresas para ajudar você na criação de uma organização mais consciente e preparada para o futuro.

Conheça o resultado do Estudo Negócios Vivos!

+ 250

PROFISSIONAIS PESSOAS DE TODOS OS CARGOS

EMPRESAS DE TODOS OS TAMANHOS

DIVERSAS ÁREAS DE ATUAÇÃO

Depois de ouvir diversos profissionais de 17 estados brasileiros, conseguimos reunir as práticas e códigos que permeiam o mundo corporativo brasileiro. 

 

O estudo mapeia as atitudes das empresas dentro de 6 consciências: Circularidade, Interdependência, Existência Digital, Estrutura, Pessoas e Sentido Maior, permitindo um olhar mais amplo dos negócios, da mesma forma que facilita enfoques mais estratégicos.

1.png